Inspirações diárias: moda, cinema, literatura e o que mais der vontade!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Coisas simples da vida

Sorte de hoje: "simplicidade é o que há de mais sofisticado"
Às vezes, é preciso olhar a volta e procurar atentamente para encontrarmos um motivo de alegria, mas com certeza ele sempre estará lá. Um sorriso, uma risada gostosa, uma leve brisa, um céu azul. É preciso ver as coisas com mais atenção. Cada minuto é um milagre, e cada paisagem não é a mesma do que era a um minuto antes.
Não é preciso muito, o menos é mais, o simples é o mais elegante, é leve, livre e feliz.

quarta-feira, 20 de maio de 2009


Hoje fico com uma frase de Santo Agostinho, que encontrei folheando "1000 Lugares para conhecer antes de morrer":

"O mundo é um livro e aquele que não viaja lê apenas uma página."

sexta-feira, 15 de maio de 2009

A lição Final

Estou lendo "A lição Final" e me encantando a cada página com a sensibilidade e simplicidade das lições que o professor universitário Randy Pausch nos deixou. Raras são as pessoas que conseguem transformar o que seriam grandes tragédias pessoais em uma lição para a humanidade. Pausch foi uma delas.

Poderia ser um livro triste, um relato sobre o câncer, mas não é. Não é uma história da morte, é um livro repleto de vida.

Pausch foi convidado a dar a sua "última palestra", costume nas universidades americanas, em que um professor é convidado a dar uma palestra sobre um tema que considere importante. Ironicamente, esta realmente era uma palestra de despedida para Pausch. Ele sofria de um câncer terminal no pâncreas. Diante da consciência de que não veria seus três filhos pequenos crescerem, desejava que eles soubessem quem fora o seu pai. O que Pausch não imaginava é que milhões de pessoas saberiam e aprenderiam uma verdadeira lição.

O vídeo da palestra foi um dos mais acessados no You Tube em 2008, o livro vendeu milhões de exemplares em mais de 30 países e Pausch foi considerado uma das 100 pessoas mais influentes pela revista Times.

Há quase um ano, em 25 de julho de 2008, Pausch foi levado pelo câncer, mas suas palavras ainda são ouvidas ou lidas por milhares de pessoas diariamente.

Para saber mais, acesse http://www.alicaofinal.com.br/

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Viver mais com menos

100 coisas para viver


Este é o desafio de Dave Bruno, americano que, segundo suas próprias palavras, "sentiu-se sufocado" com a quantidade de coisas inúteis e acumuladas a sua volta. Então decidiu se livrar de tudo que fosse desnecessário e reduzir o seu universo para 100 objetos - não contabilizando os objetos em comum com a família, como louças, por exemplo, nem economizando meias e cuecas - uma verdadeira reação ao consumismo desenfreado, que Dave relata em seu blog. Atualmente ele está escrevendo um livro sobre esta experiência e com o sucesso de seu blog incentivou tantas outras pessoas a seguirem seu desafio. O desafio começou em novembro de 2008 e durará um ano.
Costumo doar minhas roupas que não uso mais, não gosto daquela energia morta no guarda-roupa. Presentes de casamento, uso-os todos, nada de coisas na prateleira guardadas e empoeiradas. Ainda assim, muitos objetos são usados só em momentos raros. São tantas facilidades, tantas coisas que enchem nossos olhos, tanta mordenidade, tantos excessos.
E você? Olhe ao seu redor, o que realmente é essencial? Quantas coisas você pode vender, doar ou jogar fora?







terça-feira, 5 de maio de 2009

Moda ecológica


Modismo ou conscientização?

Se é pra fazer moda, que seja Ecomoda! As ecobags, charmosas sacolas ecológicas, geralmente de algodão, viraram febre. O seu objetivo original, diminuir o uso de sacolas plásticas, parece um tanto desvirtuado. Mas se as fashionistas usam ecobag no lugar de sacos plásticos por acharem mais bonito, que seja, mas que usem!
Na net pode-se ler sobre discussões quanto à relevância do uso das sacolas ecológicas, quanto realmente se está deixando de poluir usando ecobags para pequenas compras. Existem outros hábitos que podem contribuir muito mais para um estilo de vida sustentável, como separar o lixo reciclável e economizar energia, porém não são atitudes concorrentes, quanto mais ações, mais estaremos reduzindo.
Toda forma de preservar o meio-ambiente é bem vinda, difícil é incorporar esses hábitos a nossa rotina, mas por pequenas atitudes é mais fácil começar. E o pouquinho de cada um vai gerar o muito de todos.